sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Saiba Como Emagrecer

Você sabe quais são as atividades que de fato auxiliam no emagrecimento ? Confira aqui as melhores atividades para você emagrecer rapidamente. É bom ter em mente que as calorias queimadas durante os exercícios depende de vários fatores , como estatura, peso e capacidade física do atleta, além é claro da intensidade da atividade. Por isso a indicação do gasto calórico fornecida aqui é aproximada. Vale lembrar ainda que para perder de ½ à 1 Kg de gordura por semana somente com ajuda de exercícios aeróbios ( sem alterar a dieta ) é preciso queimar cerca de 3500 calorias semanais ( ou 500 cal. por dia ). Você pode optar por uma ou mais destas atividades e/ou diminuir a quantidade das porções durante as refeições com a orientação de um nutricionista especializado.














Dicas importantes



Fazer exercício em jejum, não emagrece …



Muito comum às pessoas afirmarem que passam longos períodos sem se alimentar vis

ando reduzir gordura corporal. Ao contrário do que se imagina, este comportamento faz com que nosso organismo comprometa as proteínas corporais (massa magra), preservando a gordura corporal. Além disso, alguns crédulos da “terapia do jejum” usam esta manobra antecipando a atividade física, o que aumenta o risco a saúde.



O jejum é uma manobra alimentar que ocorre rotineiramente em nossa alimentação. Mesmo os mais atentos a ingestão alimentar, são obrigados a realizar o jejum durante o período de sono. Este período denominado de jejum “overnight” ou jejum noturno favorece a ingestão de alimentos, principalmente os ricos em carboidratos logo pela manhã. Isto ocorre, pois ao dormirmos nossa demanda energética do sistema nervoso central é mantida com as reservas hepáticas. Estas por sua vez amanhecem bastante comprometidas. Imagine então o que ocorre quando ao acordarmos e ao invés de fazer uma refeição com alimentos ricos em carboidratos colocamos um calção, tênis e camiseta e saímos realizando um exercício intenso ou prolongado. Nessa situação onde as reservas estão comprometidas, ao contrairmos a musculatura teremos como conseqüência a redução da glicose sanguínea à concentrações muito baixas. Esta manobra pode resultar em perda momentânea da consciência (desmaio) podendo ter conseqüências mais graves.



O ponto mais interessante é que na tentativa de impedir esta manobra nosso corpo transforma as proteínas corporais em glicose. Assim na tentativa de emagrecer fazendo exercícios em jejum estaremos na verdade perdendo massa magra, ou seja, estaremos na prática engordando.



Algumas dicas podem ajudar aqueles que tem no período da manhã sua melhor ou única oportunidade de exercício. Consuma alimentos como torradas, pão, barras de cereais, antes do exercício. Assim uma pequena parcela da glicose consumida na atividade estará sendo fornecida por esta refeição. E não se esqueça: o jejum não emagrece, engorda !!!



Apesar de as gorduras fornecerem mais energia que os carboidratos ( açúcares ) o organismo prefere buscar primeiro a energia no açúcar, porque a desintegração metabólica da gordura é mais demorada e porque ela é exclusivamente dependente da presença de oxigênio ( já o açúcar também fornece energia sem oxigênio ). Depois de aproximadamente 20 minutos de exercícios aeróbios a gordura também passa a fornecer sua parcela energética para a realização dos exercícios. Por volta dos trinta minutos, a contribuição do carboidrato e da gordura na produção de energia é bem semelhante. Daí para frente, a gordura passa a ser progressivamente maior fornecedora. Esses limites de tempo são particularmente importantes quando se faz atividade aeróbia como coadjuvante no processo de emagrecimento , que portanto, exige sempre mais de meia hora de exercícios em cada sessão.



É importante salientar que algumas das informações contidas nesse site foram retiradas da internet e da literatura científica e não possuem suas referidas citações por serem desconhecidas, e outras, de observações coletadas pelo método de tentativa e erro por parte de fisiculturistas, podendo servir como bases para futuras pesquisas. Não se trata de receitas médicas, e a prática dessas informações sem prévia consulta e autorização médica podem acarretar riscos à saúde e são de inteira responsabilidade do leitor.



As informações contidas nesse site são para fins educacionais e de informação, qualquer mudança no seu estado de atividade física e nutricional deve ser supervisionada por um profissional habilitado, desde que você tenha liberação médica. O responsável pelo site não se responsabiliza pela utilização inadequada das informações aqui veiculadas.



Fonte: www.fisioculturismo.hpg.ig.com.br







Leia mais: http://www.hipertrofia.org/blog/2007/05/30/os-melhores-exercicios-aerobicos/#ixzz0yVF16xvh

terça-feira, 31 de agosto de 2010

O importante é a regularidade

Um dos principais pilares de uma vida saudável é a prática de exercícios. Mas de nada serve passar meses sem fazer exercícios e depois ir à academia e passar um dia inteiro lá. O importante é criar uma rotina para que o corpo seja constantemente estimulado pela atividade física. Ao mesmo tempo, atividade física em excesso pode ser tão prejudicial quanto a ausência da mesma. É melhor praticar exercícios mais dias na semana, mas em quantidades menores, do que pegar pesado em um único dia. Só através da estimulação o corpo mantém o nível conquistado com a atividade física praticada.

Essa prática regular, no entanto, exige força de vontade. Não há fórmula mágica. Você pode escolher o exercício que mais se adapta ao seu interesse e à sua necessidade. Antigamente, acreditava-se que os exercícios deveriam necessariamente “fazer suar”. Hoje em dia sabe-se que caminhar por 40 minutos três vezes por semana já é um hábito saudável. Ou seja, praticar atividade física não é coisa só para atletas profissionais.



Os benefícios da prática de atividade física



Praticar exercícios físicos regularmente é uma prática que, além de saudável, traz diversos benefícios:



•Melhora o funcionamento e a resistência cardiovascular, já que um coração mais forte precisa trabalhar com menor intensidade para desempenhar sua função, o que previne infartos e derrames, entre outras patologias associadas ao coração.

•O exercício físico melhora a circulação sangüínea, o que previne patologias como tromboses, varizes e acúmulo de substâncias na parede dos vasos.

•Aumenta o colesterol “bom”, o HDL, que ajuda a reduzir o colesterol total, desobstruir vasos e prevenir novos “entupimentos”.

•Diminui a pressão arterial.

•Melhora a função respiratória e, por isso, a disposição para as atividades diárias.

•Ajuda a aliviar o estresse.

•Proporciona maior força e flexibilidade dos músculos, ao mesmo tempo em que queima gordura.

Fonte: Tópicos extraídos do site da Escola de Medicina da Universidade de Michigan.



É claro que todos os benefícios citados dependem do exercício físico realizado, da sua duração e intensidade, assim como variam em adequação de pessoa para pessoa. Assim, o melhor profissional para acompanhar a sua rotina de exercícios é o professor de Educação Física ou personal trainer. Também é importante realizar uma avaliação médica antes de iniciar qualquer prática de esporte.



De forma geral, é possível afirmar que a prática de exercícios físicos ajuda a melhorar a qualidade de vida e o bem-estar geral das pessoas, além de diminuir as chances de riscos à saúde. Entender a Pirâmide de Atividades Físicas pode ser uma boa maneira de visualizar a importância da prática de exercícios.

Fonte: http://www.activiadanone.com.br/artigos-de-qualidade-de-vida/o-importante-e-a-regularidade/
Ocorreu um erro neste gadget