quinta-feira, 21 de outubro de 2010

MUSCULAÇÃO : UMA NECESSIDADE À “TERCEIRA IDADE”

Nos últimos anos, a busca pela atividade física passou a ser uma necessidade para as pessoas de uma maneira geral. Sedentários, obesos, não obesos, idosos ou simplesmente aqueles que fazem exercícios físicos só aos fins de semana, buscam cada vez mais uma vida saudável e produtiva no que diz respeito a atividade física.


Isto se deve ao fato de que o exercício físico torna-se a fórmula necessária para se solucionar os problemas diários, como por exemplo, o estresse, a falta de disposição e a prevenção de muitas doenças. Em relação aos indivíduos da “terceira idade”, a procura por uma modalidade ou atividade esportiva tem aumentado muito durante os últimos anos.
Fazer musculação ainda é uma prática que nos dá uma idéia de corpos musculosos e vigorosos, embora já existam mudança nesta visão. A prática de musculação ou da atividade localizada com sobrecarga vem crescendo entre as pessoas acima de 60 anos, inclusive sendo recomendada por profissionais da área da saúde. Estamos certos de que hoje a doença do novo milênio é a osteoporose, segundo a Fundação Nacional de Osteoporose (National Ostoporosis Foundation- 1998), e a atividade física, principalmente a musculação, é a melhor forma de se prevenir e, em alguns casos, até de reverter quadros desta doença.


A grande eficiência em estimular a massa muscular e óssea apresentada pelos exercícios localizados com carga, chamados genericamente de exercícios resistidos e geralmente realizados com pesos, chamou a atenção de pesquisadores para a possibilidade de sua utilização em promoção de saúde, particularmente no caso de idosos, em que a Osteopenia e a Sarcopenia são importantes. Esta idéia foi estimulada pela constatação de que a mobilidade articular geralmente limitada do idoso também melhorava rapidamente.




Houve no início uma resistência natural a esta proposta, pois os exercícios com peso eram anaeróbios, de alta intensidade, fazendo que com isso a pressão arterial pudesse aumentar excessivamente nesses exercícios. No entanto, estudos realizados por Santarém (1998), documentaram não apenas a eficiência, mas também a segurança dos exercícios com pesos bem orientados para idosos, pessoas debilitadas ou doentes. Pode-se averiguar que os inconvenientes dos exercícios de alta intensidade somente são válidos se forem contínuos, o que não é o caso da musculação.
Não há dúvidas de que o trabalho de musculação evidenciou benefícios positivos na densidade óssea, fazendo com que o risco da Osteoporose se reduzam consideravelmente, e também benefícios no que diz respeito a melhoria ou eliminação de doenças cardiovasculares.
A atividade física bem orientada aos idosos, tem um destaque importantíssimo e especial à execução de tarefas básicas do cotidiano, porque faz com que ocorra um fortalecimento geral da musculatura, articulações e tendões, proporcionando assim um aumento dos níveis de disposição, diminuindo o risco de quedas durante uma simples caminhada e preservando no idoso uma vida mais independente e cheia de conquistas.
Portanto, a musculação é na verdade um dos, senão o melhor, exercício físico a ser estimulados aos idosos, pois traz benefícios imediatos se comparados com outras atividades físicas, fortalecendo não só as estruturas músculo-articulares, mas também o aspecto mental e psicológico do idoso.

Pele e Cabelos na Gravidez / Gestação

Você que quer se manter bela e com saúde na Gravidez / Gestação, não pode se descuidar da pele e dos cabelos, pois vários fatores aliados à produção de hormônios afetam bastante essas partes do corpo.

A Pele deve receber atenção redobrada!

A Gravidez / Gestação causa uma maior quantidade de progesterona no organismo, o que pode ocasionar aumento das pintas, manchas escuras (melasma), manchas vermelhas (telangectasias) e acne. Além disso, você poderá notar também um aumento do suor.
Neste período um dos cuidados mais básicos consiste em lavar a face com sabonete neutro e utilizar um filtro solar potente. Preste muita atenção em tudo o que você for passar na sua pele e consulte sempre antes o seu médico ou dermatologista, pois a absorção de determinados produtos pode prejudicar a saúde do bebê.

O que você pode passar nos Cabelos

Os cabelos são um caso á parte, pois geralmente são muito beneficiados na Gravidez / Gestação. Nesse período, a progesterona diminui a queda do cabelo e ele costuma ficar mais bonito e volumoso.
Mas isso não significa que você pode relaxar o cuidado, pois cerca de três meses após o parto costuma ocorrer uma queda intensa, que só vai voltar a se normalizar em quase todas as mulheres após um ano.
O uso de tinturas do cabelo na gravidez também não é aconselhável. Ainda está em discussão no meio científico sobre uma provável associação entre abortos espontâneos e certas substâncias contidas em tinturas e alisantes de cabelo. Portanto, é melhor evitar, principalmente nos três primeiros meses de gravidez. Após este período, mediante prévia consulta ao médico, podem ser usados os tonalizantes e a hena, que são eliminados após poucas lavagens.

Como lidar com Estrias e Varizes

A formação de estrias pode acontecer, e se deve basicamente a fatores genéticos herdados de família. Como prevenção, as orientações básicas são ganhar o mínimo possível de peso e usar bastante hidratantes a base de uréia ou óleo de amêndoas doce nas regiões propensas como abdomen, quadril e seios. Lembre-se de consultar o médico antes. Logo após o parto, o ideal é procurar um dermatologista para tratamento.
As varizes também ocorrem mais. Usar meias elásticas e engordar pouco ajudam a prevenir.

Cuide-se sempre!

Alterações de pintas e aparecimento de pequenas lesões pedunculadas no pescoço, mamas e axilas podem acontecer por estímulo do crescimento, próprio da fase gestacional. No entanto, qualquer uma dessas alterações deve ser verificada pelo dermatologista para descartar qualquer tipo de problema.
As mudanças em seu corpo são muitas e variadas, portanto você não deve deixar de se cuidar. Siga sempre as orientações do seu médico, assim você estará pronta para conservar a beleza e receber o seu bebê com muita saúde!

Fonte: http://www.belaegravida.com.br/conteudo/pele_e_cabelos_na_gravidez.html
Ocorreu um erro neste gadget